Notícias

NOTÍCIAS

Adubação nitrogenada, solução para incrementar a produção leiteira

28/02/2014

Adubação nitrogenada, solução para incrementar a produção leiteira

A produção leiteira no Brasil vem crescendo desde 1996, conforme aponta o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mas em função da importância alimentar do leite, pesquisadores buscam soluções e técnicas para aumentar a produção do gado de leite no país. Uma delas, aponta o relatório do Sistema de Inteligência Setorial do Sebrae publicado em janeiro, é a a adubação com fertilizante nitrogenado, que pode promover ganhos significativos na produção. O método apresenta resultados positivos que aumentam a capacidade de manutenção de animais por área, a produção de leite e de forragem, além de melhorar a eficiência no sistema produtivo como um todo. Os adubos nitrogenados são compostos químicos que possuem em sua composição o elemento nitrogênio num formato assimilável pelas plantas. Para evitar perdas, é necessário conhecer a dose correta na hora de utilizar este tipo de adubo. Diferentes fontes de fertilizante nitrogenado podem ser aplicadas no solo, porém o nível de nitrogênio, em cada uma delas, varia conforme o cálculo da adubação. Tome cuidado ao utilizar amônio e uréia – fertilizantes com o maior nível de nitrogênio. Artigo técnico publicado por pesquisadores da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) e Instituto Agronômico de Campinas (IAC), apontou perdas ocorridas na adubação de pomares de laranja com a utilização destes dois elementos. Foi observado que a eficiência era menor quanto maior a dose de nitrogênio. A adubação nitrogenada pode aumentar de maneira significativa a produção da forragem e o seu valor nutritivo. Mas conhecer a dose correta evita perdas e otimiza o repasse de nutrientes para o gado de leite. Ações recomendadas pelo Sistema de Inteligência Competitiva (SIS) do SEBRAE: • Aliado ao aumento do número de animais por área, o incremento do valor nutritivo deve ser aproveitado de maneira adequada, evitando gastos desnecessários com suplementação proteica, levando em consideração as exigências nutricionais de cada animal; • A dose de adubo nitrogenado recomendado irá variar em função da lotação desejada, do nível de fertilidade do solo, do grau de intensificação em que a propriedade se encontra etc. É importante salientar que caso os níveis de outros nutrientes estiverem limitando o crescimento da planta, a adubação nitrogenada por si só não promoverá os ganhos esperados. Recomenda-se que o solo seja analisado em laboratórios confiáveis. As informações sobre nutrientes podem ser consultadas em boletins como os publicados pela Embrapa e Instituto Agronômico de Campinas (IAC); • Capacitações na área de manejo da pastagem devem ser prioridade. A ESALQ/USP possui cursos de extensão de curta duração, promovidos rotineiramente para capacitação de técnicos, produtores e estudantes. Além disso, empresas como o Milk Point e Instituto de Estudos Pecuários (IEPEC) também promovem cursos. Fonte: www.universidadedoleite.com.br Foto: www.nupea.esalq.usp.br

Outras Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso Rápido

INFORMAÇÕES

RODOVIA ANHANGÜERA 313KM - CAIXA POSTAL 336

RIBEIRÃO PRETO - SP - BRASIL - CEP 14001-970

55 16 3969-1159

MARANGATU@MARANGATU.COM.BR

Rodapé