Notícias

NOTÍCIAS

Chuvas no sul, seca no nordeste e estiagem até o final de setembro nas outras regiões produtoras de leite.

29/09/2012

Chuvas no sul, seca no nordeste e estiagem até o final de setembro nas outras regiões produtoras de leite.

Conforme abordado no último Panorama de Mercado, o comportamento das chuvas será um dos pontos principais na definição da produção de leite e por consequência, do mercado lácteo. Com o intuito de se conhecer melhor as tendências climáticas, o MilkPoint entrevistou o engenheiro agrônomo e agrometeorologista da Somar Metereologia, Marco Antonio dos Santos. Confira: 1 - Com o enfraquecimento do El Niño, o que podemos esperar pela frente? Os modelos climatológicos ainda indicam que o El Niño irá retornar no mês de Outubro, devendo influenciar o clima durante toda a primavera e, provavelmente, na primeira metade do verão (janeiro/fevereiro de 2013). Porém, o fenômeno deverá ser de baixa intensidade e de curta duração. A recuperação das pastagens deverá ocorrer no início de novembro. 2 - Qual a previsão do clima na segunda quinzena de setembro nas principais regiões produtoras de leite? Essa segunda quinzena de setembro ainda será com baixos volumes acumulados de chuvas e com chuvas bem isoladas, ou seja, essas primeiras pancadas de chuvas deverão ocorrer em pontos isolados, não generalizadas e com baixos volumes acumulados. Portanto, o mês de setembro deverá fechar com índices de chuvas abaixo da média. Somente na região Sul, mais especificamente sobre o Rio Grande do Sul é que ocorrerão chuvas acima da média, permitindo que as pastagens tanto de inverno quanto as cultivadas de verão voltem a se recuperar e dar subsídio a alimentação dos rebanhos. 3 - Quais as perspectivas para o produtor nordestino? Com a volta do El Niño influenciando o clima no Brasil, as perspectivas para o Nordeste são de poucas chuvas, principalmente nesses próximos 150 dias. Contudo, caso o El Niño venha realmente perder força durante a segunda metade do verão, o clima entra em um período de neutralidade, havendo uma forte possibilidade de que as chuvas voltem de forma regular sobre essa região no final do verão e principalmente no outono de 2013. Até lá espera-se volumes acumulados de chuvas abaixo da média em todo o Nordeste, agravando ainda mais a situação dos produtores nordestinos, já que eles vem de uma safra com fortes quebras, devido a forte seca/estiagem que se abateu sobre essa região ao longo dessa última safra (2011/12). 4 - O que o produtor de leite pode esperar para os meses seguintes (out, nov e dez)? Com o El Niño voltando a influenciar o clima no trimestre (out/nov/dez) espera-se chuvas bem mais regulares e com volumes bem dentro da média para cada região produtora das regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste, incluindo a Bahia. 5 - Algum fato relevante para Paraná e Mato Grosso no plantio de soja e milho? Para esses dois principais estados produtores de grãos do Brasil, o que se espera são chuvas regulares e um clima bom para a safra de grãos, seja ela de 1ª safra ou mesmo a de 2ª safra, mas lembrando que para o Mato Grosso, com a volta do El Niño, mesmo em fraca intensidade, os modelos climatológicos, hoje, indicam um "corte" antecipado das chuvas, muito parecido com o que aconteceu no ano de 2010. Assim, para os produtores de milho safrinha que plantarem após o dia 25/02/13, os riscos de perdas por seca aumentam muito. Porém, o grande problema dessa safra estará mesmo nesse início, isto é, o grande problema estará no plantio - implantação da cultura de soja, pois as chuvas até meados de outubro, ainda serão bem espaçadas e de baixos volumes acumulados. Somente a partir da segunda quinzena de outubro é que as chuvas voltarão de forma regular. Assim, até lá, muitos produtores poderão ter problemas pontuais com o plantio, podendo em alguns casos levar a replantios. Mas, de uma forma geral, a safra de grãos do Brasil tende a ser muito boa nesse ano agrícola - 2012/13. Fonte: MilkPoint.

Outras Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso Rápido

INFORMAÇÕES

RODOVIA ANHANGÜERA 313KM - CAIXA POSTAL 336

RIBEIRÃO PRETO - SP - BRASIL - CEP 14001-970

55 16 3969-1159

MARANGATU@MARANGATU.COM.BR

Rodapé