Notícias

NOTÍCIAS

O uso de aviões não tripulados (drones) na pecuária

14/08/2015

O uso de aviões não tripulados (drones) na pecuária

Um dos principais atrativos da “Mostra Tecnológica” na Feira Agroindustrial Rondônia Rural Show em Ji-Paraná, no estado de Rondônia, Brasil, foi o stand de uma empresa especializada na comercialização de aviões não tripulados para o monitoramento de fazendas de gado. O uso dos microcomputadores de bordo e micro câmeras unidos às invenções, podem captar informações e imagens detalhadas até um metro do solo. É uma ferramenta que poderá ajudar os agricultores e pecuaristas na administração de seus negócios, e está sendo denominada “pecuária de precisão”. A técnica permite saber ao final de cada voo da invenção, desde a quantidade de gado que estão no pasto, incluso o rompimento de uma cerca. As invenções possibilitam ao proprietário, fazer o acompanhamento de todas as rotinas administrativas de uma fazenda, desde o seguimento das pastagens, verificação da temperatura ambiente e quantidade de animais, condições de manutenção das cercas e estábulos, níveis de água em pequenos espaços e monitoramento de bezerros. A pecuária de precisão tem como objetivo reduzir os custos de produção, da contaminação do solo, água e aumento da produtividade. Imagens aéreas de alta resolução, modelos digitais de elevação do terreno e os mapas no espectro infravermelho fechado (NIR), são cada vez mais usados no segmento. Com o uso dos aviões não tripulados é possível, ainda, produzir imagens de alta resolução sem a dependência da disponibilidade de satélite, que permite esta atividade somente a cada 15 dias, se o tempo não estiver nublado. O produtor ou o pecuarista, podem obter imagens de seus cultivos, do gado e de grandes superfícies em qualquer hora ou dia, dependendo apenas de um bom tempo para as tomadas aéreas. Com a captura de fotos e vídeos em alta definição, voando entre um metro e 300 metros de altura, é possível inspecionar, revisar e monitorar todos os pontos de sua propriedade com informações em tempo real, incluindo um custo menor, e realizar com maior facilidade a prevenção e o controle de pragas nas áreas de cultivo e pastos. Fonte: Governo de Rondônia. Resumido e Adaptado por Marangatú Sementes. Foto: www.eucaria.mx

Outras Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso Rápido

INFORMAÇÕES

RODOVIA ANHANGÜERA 313KM - CAIXA POSTAL 336

RIBEIRÃO PRETO - SP - BRASIL - CEP 14001-970

55 16 3969-1159

MARANGATU@MARANGATU.COM.BR

Rodapé