Notícias

NOTÍCIAS

Sementes que proporcionam mais produtividade nas lavouras são apresentadas na Expodireto

17/03/2014

Sementes que proporcionam mais produtividade nas lavouras são apresentadas na Expodireto

A Expodireto Cotrijal 2014, em Não-Me-Toque, no Rio Grande do Sul, está sendo palco para a apresentação de tecnologias recém-lançadas para produtividade e eficiência das lavouras. Foram apresentadas opções para culturas do arroz, milho e soja. A semente híbrida de milho da Biogene é um material super precoce. De acordo com o coordenador técnico regional do fabricante, Sérgio Silva, a semente oferece um dos ciclos mais curtos do mercado. – Um híbrido que é responsivo a altas tecnologias, nós recomendamos uma aplicação de fungicida para ter maior teto produtivo, tem uma folha mais verde, e consequentemente, maior enchimento de grãos. É recomendado para toda a região Sul, inclusive resultados acima de 200 sacas por hectare. Tivemos um caso de uma propriedade ensaio, onde a produtidade chegou a 273 sacas por hectare – salienta Silva. A Guri Inta CL, uma variedade de arroz, foi apresentada no evento pela primeira vez. A semente foi desenvolvida com foco no Estado do Rio Grande do Sul. Oferece potencial produtivo, em média, de uma tonelada a mais que a variedade anterior. – Essa semana se mostrou muito eficiente nesta safra. Atualmente esta com 8% do mercado, mas mantendo qualidade acima de tudo. O que confere as vantagens e a tecnologia da Basf, que agrega no controle do arroz vermelho, uma grande invasora da cultura – diz o coordenador de marketing da Cereais Sul, Siqueira Machado. A semente de soja híbrida, a Intacta RR2 Pro, lançada em 2014, promete o controle das principais lagartas que atacam as plantações no pais. Além disso, tem efeito supressivo contra a helicoverpa que vem causando prejuízo aos produtores de soja. A Embrapa alerta que é muito importante saber a origem da semente que vai ser usada na lavoura. Produtos sem certificado oferecem grandes riscos à produção. – O primeiro risco é que não tem garantia nenhuma. Daí no momento que essa semente germina e tem algum tipo de doença, o produtor não tem para quem reclamar. A embrapa preconiza que os produtores busquem sementes de origem, que estão disponíveis com parceiros. O mais importante é que o produtor busque qualidade – reforça o analista de tecnologia da Embrapa, Marcelo Pilon. A entidade trouxe 40 tecnologias para Expodireto Cotrijal, o destaque é o capim sudão, uma forrajeira que se adaptou muito bem no Estado. – É uma espécie que pode ser colocada no campo mais cedo e acaba produzindo num período mais longo. Isso acaba se convertendo em lucro para o produtor, ou em carne ou em leite – conclui. Fonte: agricultura.ruralbr.com.br Foto: Embrapa / Divulgação

Outras Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso Rápido

INFORMAÇÕES

RODOVIA ANHANGÜERA 313KM - CAIXA POSTAL 336

RIBEIRÃO PRETO - SP - BRASIL - CEP 14001-970

55 16 3969-1159

MARANGATU@MARANGATU.COM.BR

Rodapé